A larga margem de tempo mediático, com simuladores online e ministra das finanças ofline e afirmações mentirosas de uma suposta devolução percentual de um roubo fiscal já feito não deixa margem para outro sentimento mais favorável.

A propaganda com máquina montada a servir a propaganda numa espécie de cadeia de produção fordista é arrasadora: roubam $ com a sobretaxa, elaboram um simulador que prevê a devolução para depois das eleições em condições dadas. De cada vez que sai uma perspetiva orçamental, sai um conjunto de afirmações de que os portugueses irão receber muitos e muitos milhões com as televisões a amplificarem o roubo tornando-o numa dávida.

Advertisements