O instrumento ideal para levar a cabo o programa do FMI, BCE e CE é o Syriza. Eleito com base num programa anti-troika, o poder dentro do Syriza parece residir nos que, dentro dele, suportam mais austeridade e políticas anti patrióticas. Com eleições antecipadas à vista, Tsipras procura recuperar a maioria no parlamento. Conseguindo, o povo grego verá intensificadas as políticas do PASOK e ND sob a capa de um governo social democrata, capaz de melhor iludir os trabalhadores e o povo.

Advertisements