Ouvi na TSF (também aqui)e não me surpreendeu. Mas enojou e entristeceu. O que há muito tem vindo a ser realizado, a destruição e desvalorização de quem trabalha e dos instrumentos reguladores das relações de trabalho conheçe com a saída limpa (piada) um desenvolvimento sujo. O Governo PSD/CDS leva à concertação social (piada número dois) uma proposta que se traduz em eliminação de variadissimos subsídios que a luta organizada dos trabalhadores foi conquistando.

A contribuição desses subsídios (de turno, de alimentação, de deslocação etc.) para o salário é hoje muitíssimo significativo. A sua eliminação ou redução, com o fim da comntrataçaõ coletiva que o Governo propões significava mais uma redução dos salários reais dos trabalhadores.

A saída (formal) da troika com a continuação da política de empobrecimento do país leva à necessidade das pessoas traduzirem no voto, o protesto, a indignação e a vontade de mudar. E para além do voto, continuar a lutar.

 

Advertisements